Saúde 2-fique-sabendo

Published on novembro 10th, 2016 | by pessoal

0

FIQUE SABENDO

9ª CAMPANHA ESTADUAL FIQUE SABENDO – 2016: TESTAGEM DE HIV E SÍFILIS

 

A 9ª edição da Campanha Fique Sabendo, para testagem do HIV e da sífilis, será realizada no período de 25 de novembro a 1 de dezembro de 2016, mas não é somente nesses dias que serão realizados os testes, em qualquer dia da semana, você pode se dirigir até uma unidade de saúde e pedir para participar da campanha.

Em 2014, o Departamento Nacional de DST/aids e Hepatites Virais, assumiu frente a comunidade internacional o desafio proposto pela UNAIDS de atingir até 2020 a meta 90/90/90, ou seja pretende-se que até 2020:

ü  90% de todas as pessoas portadoras do HIV saibam que tem o vírus,

ü  90% destas com a infecção pelo HIV diagnosticadas recebam terapia antirretroviral ininterruptamente,

ü  90% de todas em tratamento com antirretrovirais tenham suprimido a carga viral, levando-a a níveis indetectáveis.

E mais recentemente uma nova meta foi acrescida com objetivo de alcançar zero discriminação.

Promover o acesso ao teste e ampliar o número de pessoas que conheçam seu status sorológico é parte essencial do enfrentamento da epidemia de aids em nosso estado. A testagem é a porta de entrada nesta cadeia de ações de prevenção, tratamento e cuidado.

No estado de São Paulo, o acesso ao diagnóstico precoce do HIV/aids melhorou, mas ainda há muitas pessoas que não conhecem seu status sorológico e não tem oportunidade de realizar os testes.

Ainda hoje, o diagnóstico tardio contribui para a morte de 7 pessoas por aids todos os dias no estado. A análise dos dados de óbitos ocorridos em 2013 revela que a aids é aquarta causa de morte entre mulheres entre 20 a 39 anos  e a quinta causa de morte entre homens da mesma faixa etária.

A Campanha tem por objetivo estimular a população do estado de São Paulo a realizar o teste de AIDS, principalmente quem tem vida sexual ativa, nunca realizou o teste de HIV na vida e pertence aos grupos mais atingidos pela aids (homens que fazem sexo com homens, profissionais do sexo e usuários de drogas).

Em 2015, 572 municípios aderiram à campanha. Nestes, aproximadamente 3.678 unidades de saúde, 85 unidades do Sistema de Administração Penitenciária e 431 unidades especializadas, realizaram em 5 dias de atividade, 268 mil exames de HIV incluindo convencionais e rápidos.

Dentre os 251 mil testes rápidos realizados, 114.944 testes rápidos de HIV, sendo que destes 51.407 foram realizados com amostras de fluido oral. Além dos testes rápidos de HIV foram realizados também 89.232 testes rápidos de Sífilis, além de testes rápidos de hepatites B e C, realizados por iniciativa dos municípios.

Nestes sete anos de experiência avançamos muito, mas ainda precisamos avançar mais para que os testes cheguem às pessoas mais expostas ao HIV, com garantia de sigilo, confiança e qualidade no processo diagnóstico.

Já os testes de sífilis se fazem muito importantes uma vez que já observamos uma epidemia de sífilis, os números comprovam. Nos últimos cinco anos, os casos dispararam de 1,2 mil para mais de 65 mil.

E quando o diagnóstico vem na gravidez, o risco é maior ainda porque o bebê pode pegar a doença. Só no ano passado, mais de 220 bebês morreram no Brasil porque o medicamento está em falta no mundo inteiro.

Sífilis é uma doença infecciosa transmitida pela bactéria treponema pallidum. A transmissão ocorre, basicamente, durante a relação sexual ou de mãe para filho, pelo sangue, durante a gravidez. Isso pode ocorrer em qualquer fase da gravidez e em qualquer estágio da doença.

O principal motivo do Brasil ter hoje uma epidemia de sífilis é a falta de uso do preservativo na relação sexual, principalmente entre os jovens e adolescentes, que não passaram pela geração da Aids. A prevenção mais importante contra a doença é a camisinha.

Tanto a AIDS quanto a Sífilis pode ser transmitidas por relação sexual sem camisinha com uma pessoa infectada, ou da mãe infectada para a criança durante a gestação ou o parto.

O uso correto e regular da camisinha masculina ou feminina é uma medida importante de prevenção da sífilis. O acompanhamento da gestante durante o pré-natal contribui para o controle da sífilis congênita.

O tema Fique Sabendo! Tire o peso da dúvida! Saber faz a diferença! será mantido, pois já está associado à campanha. A Coordenação Estadual  DST/AIDS-SP já disponibilizou jalecos no primeiro semestre e disponibilizará aos municípios, em período prévio à campanha, cartazes, folders, bolsas térmicas e sacolas de tecido para transporte de material de prevenção em ações extramuros.

Certos de que o empenho de todos garantirá o sucesso de nossa ação, contribuindo de forma significativa para o diagnóstico precoce e melhor qualidade de vida das pessoas, colocamo-nos à disposição para quaisquer esclarecimentos necessários.

 

Fonte:

Centro de Referência e Treinamento DST/AIDS-SP

http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2016/11/epidemia-de-sifilis-no-brasil-casos-subiram-de-mil-para-65-mil-em-5-anos.html

http://www.aids.gov.br/pagina/sifilis

CompartilheShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn


About the Author



Comments are closed.

Back to Top ↑
  • Calendário de Eventos


    « Novembro 2017 »
    Do Se Te Qa Qi Se Sa
          1 2 3 4
    5 6 7 8 9 10 11
    12 13 14 15 16 17 18
    19 20 21 22 23 24 25
    26 27 28 29 30    
  • Previsão do Tempo